Reviews for Psicose
Ale Hellwig chapter 1 . 2/23/2012
Logo que comecei a ler a fanfic, pensei: "Nossa, a Nanda sabe escrever muito bem"! Como eu adoro ler, acho que descrição das cenas, personagens bem construídos e uma trama envolvente são essenciais! Felizmente, a Nanda conseguiu colocar tudo isso na história.

Nem preciso comentar sobre o Dimitri né? *-* Além de sedutor, carrega aquele ar de misterioso! (As gurias enlouquecem)hahaha!

Sou fã assumida de suspense/terror, então adorei esse toque que tem na história. Com certeza, uma casa abandonada no fim do mundo e com um homem que, até então, ela não sabia da existência ao chegar ali, dá um cenário e tanto para o desenvolvimento da história!

Acho super válido a campanha "Escreva um livro Nandaaa"! hauauahu Com certeza, imaginação não falta e habilidade de escrita também! ;)

Bjs da Ale! 3
A. L. Night chapter 1 . 1/7/2012
Aaai só agora vi que não comentei aqui T.T

Eu sou uma liinda cagona, você sabe e só o começo dessa fanfic já me enche de medo T.T

E concordo com a minha 'eu' da fanfic! Onde já se viu querer ficar [i]sozinha[/i] em uma casa abandonada em um lugar no fim do mundo? -'

É pedir por contos de terror, é o que eu digo! E lembro quando li pela primeira vez e fiquei deveras intrigada com a coisa dos remedios...

Eu já falei que morro de vontade de viajar nesses trens que aparecem em filmes antigos? Ou mesmo aquele que a Serena e a *ECA* Jenny usaram quando foram viajar...

Está um téeedio aqui sem você, e estou relendo pela milésima vez a Psi *sim, eu dei apelido carinhoso para a fanfic*

'que deixava todas as sombras meio bruxeleantes' momento que euzinha teria saido correndo da casa me cagando de medo!

'Havia ali uma banheira antiga com pés ornamentados de porcelana.' eu AMO essas banheiras, sempre quis uma ****

Na verdade gosto de moveis antigos de um modo geral.. Já te contei do meu sonho de ter o guarda roupa que aparece no filme Nárnia 01? Ele é tãaao lindo *-*

'Havia um enorme piano de cauda perto da janela' EU QUERO! /mimi01

*e sim ela vai ficar comentando cada pedacinho da fic que gosta pra compensar a demora em mandar a review*

E eu já te disse que você deveria fazer uma continuação pra essa fic? Você escreve terror terrivelmente bem...

Hmm, nota mental pra mim mesma *ou pra você me lembrar depois, /anyway* tentar escrever algo de terror...

'O homem, que estava de costas, virou-se em direção a morena, fazendo-a parecer menor ainda que já era em relação a sua enorme estatura. Ele tinha os cabelos castanhos escuros bagunçados pelo vento, e os olhos eram de um azul-turmalina extasiante. Ele tinha em suas mãos um rastelo, que usava para afastar as folhas secas de perto da cabana.'

Se ele fosse um psicopata já teria te matado trezentas vezes antes de você conseguir pegar o spray! E quem te garante que a pessoa diminuta da Ananda conseguiria alcançar os olhos dele? HUSHAUASHUSAU

*sim resolveu ser detalhista agora /pp*

'- Dimitri Cestari.'

Nome dele é três - ou mais - vezes maior que isso! HUSAUHAHAUHASUSAHUSAUH

Não que eu espere que você lembre, nem mesmo eu lembro...

'- Não é dos piores dias - comentou ele, então largou o rastelo, apoiando-o sobre a lateral da cabana, e virou para ela, nunca perdendo aquele enorme sorriso. - Não tem medo que eu pegue uma faca na sua cozinha e corte você em trezentos e um pedaços? - Riu ele.'

Ela estava extasiada demais com seu corpitho sexy pra ligar pra auto-proteção Dimmy *pisca2*

'- Muita coisa pode acontecer na estrada, Carina. Você pode ter sido sequestrada, atropelada, mutilada, decapitada, esquartejada,...

- Okay, certo, certo, entendi. Perdoe meu enorme pecado, ó Majestade.

- Pensarei no seu caso. Haverá uma penitência - respondeu a loira em um tom risonho.'

Enterrada viva, comida por zumbis que não veem a luz do sol a duzentos anos, ter atropelado um gato, ter caido de um penhasco, ter uma hemorragia interna... Quer que eu continue? D

Assaltada /bete1

'Era tão fácil desviar a mente da melhor amiga.' frase nada lisonjeira, mas te perdoo...

HSUAUHSAAUSUHSA

'- Que coisa, política de boa vizinhança virou crime agora? - Perguntou. - Cookies - explicou diante do olhar curioso do moreno.

- Não sabia que você era prendada.

- Existe muita coisa sobre mim que você não sabe - respondeu com um sorriso enigmático.'

Que mal cozinha miojo é uma delas HUSAHASSAHASUHASU

'- Eu gosto do fogo. Gosto de como ele pode nascer de uma simples fagulha e então tomar conta de tudo a sua volta. Gosto da luz dele. Gosto do calor.

Ananda não sabia se era ela, mas cada palavra que saía da boca do moreno parecia um convite a um jogo de erotismo e sedução. E ela queria jogar, para variar um pouco. Pois quando estava com ele, seu passado não lhe assombrava. Quando estava com ele, todas as sombras iam embora... E sobrava apenas o calor.'

Se não sobrasse o calor eu roubaria o Dimmy pra mim de volta oras, um especime desse, todo romantico, gostoso, rico, lindo, pai dos seus filhos e não ter calor? Blá! Roubava sem pensar nem uma vez!

Como tenho muito do sangue da minha mammá em mim, eu ADOOORO a NC /hoho

Já falei que essa parte da fita me arrepia? E eu lembro o quanto fiquei cismada em descobrir quem era o bebê de olhos azuis... E uma decada atrás se ela tem 25 ela teria 15!

'- Essa ligação teve o único intuito de você me informar que não consegue me deixar viver por mim mesma, que não confia em mim para tomar minhas próprias decisões ou mesmo de viver sozinha por um mês?

A loira gaguejou um pouco antes de responder, a animação anterior claramente murcha agora.

- Não estou dizendo que não confio em você, Nands. Eu só... Poxa, foi algo totalmente ao acaso! E é na cidade vizinha, você nem pode dizer que estou na casa ao lado! - Defendeu-se.

- Certo. Que seja. Boa estadia para você. Boa noite - irritada, a morena desligou o celular.'

Grossa! Eu só tentando cuidar do bem estar da minha mais querida e amada Carina e recebo patadas em resposta!

Hunf! *cruza os braços*

'- Nands, atenda esse celular neste segundo! - Som de movimentação ao fundo. A loira bufou. - Ananda Montgomery deixe de ser idiota! - Suspiro. - Nands, eu liguei para os donos da casa para ver se eles não vendiam... Bem, não importa o motivo. Eu liguei e comentei sobre esse seu caseiro. O tão maravilhoso e perfeito caseiro? Não existe! Ananda, eles não contrataram ninguém! Saia daí imediat-'

Momento que me caguei mais que o normal e pensei...

"Meu Deus, Dimmy é um psicopata assassino que vai matar minha Carina!"

'Como diabos Ananda aparecia como a mãe de Dimitri naquelas filmagens?' fiquei assim na hora O.O'

Devo dizer que deixar o Luke tão malvado foi terrivelmente surpreendente... Aii essas memórias ainda me deixam toda arrepiada não importa quantas vezes eu já tenha lido a fanfic...

'Encolhida no chão, ela percebeu a verdade, ainda em choque: Dimitri não era seu amante. Era seu filho.

O pequeno menino apareceu ao lado da morena na cozinha e a abraçou.

- Ma-mã. Viajá?

Com lágrimas nos olhos, ela abraçou o pequeno.

- Sim, meu amor. Vamos viajar de novo - sussurrou.'

T.T

Fico toda me cagando com essas coisas... Aii, porque fui inventar de reler ao invés de só comentar? /miedo1

*tremendo toda se cagando enquanto lê o final*

Aii, terminei...

Completamente assustadora e perfeita Carina *-*

Me deu uma dó terrivel da Ananda e do Dimmy e do pequeno Klaus...

Aii, que dó /donaq

Faça uma continuação moça!

Beeijos.

Amo você Carina,

Catita o/
Gergelim chapter 1 . 1/2/2012
Aaaaai, Alecrim. Devo dizer que nunca fiquei tão *miedo2* com uma obra sua quanto essa. Hás de ter se superado em seu lado sobrio *jack03* É muito instigante e.e Eu já suspeitava do final HASAHSASHAHA mas não tinha certeza, por isso ficava pasma com cada COISA. Não preciso dizer que minha parte preferida há de ser as promiscuidades com o Dimmy ~ haha Parabéns por essa honorável fic ~ perfeita, diga-se de passagem ~
Jujuba da sis chapter 1 . 1/1/2012
totalmente mind fuck!

muito bom MESMO! eu não sabia o que pensar durante a história. o jeito que a Ananda fantasia o que está nas fitas para lembrar da história do filho

e a Nana, gostei tanto dela para me decepcionar depois.

eu não fazia ideia de como a história podia ser surpreendente assim. primeiro eu achei que a casa que era pra enlouquecer - culpa de american horror story - depois achei o tal Dimitri suspeito.

quanta coisa a cabeça da gente pode inventar, não é mesmo?

a trama é levada em um ritmo bom, não deixa a desejar. deixa o leitor devorando linha por linha e o final é surpreendente.

parabéns.
Baby chapter 1 . 1/1/2012
MAMISSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS *-*-* fic FOOOOOOOOOODAAAAAAAAAAAAAAAAA, NATURALMENTE 333 e morram de inveja todos por que eu li Psicose há meeeeeeeses u.u ASDPOKADSPOADSK e amei na epoca, até que enfim ce resolveu postar e mostrar seu talento aqui, nhac *-* lembro que fiquei com medinho dela OAPSDKADSIUADSHIUADSH MAS ACHEI MUITO FOOOOODA, por que é [aa] Além de ce escrever suuuuuper bem, a historia é criativa, e o jeito que a montou ficou muuuuito super *UUUUU* juro que tentei não ficar com ciumes desse filho aí u_u qq mas sei que sou único, awn, então ta tudo bem, deixo ter outros na ficção u.u POASDKPOADSK parabéns pela perfeição 3