Happy birthday to me... happy birthday to me... eu estou bem feliz! Vou aproveitar e postar todos os poemas pendentes.


Nuvens vem e vão nos céus amargos da noite
Horas passam, ora
Quem adora?

O negrume das janelas me acordou
Era brilhante, vem
Dançava em mim

Chuva, chuva que desejo tanto
Chuva, chuva que meu encanto
Chuva, chuva caia caia bem devagar
Para podermos ver
A dor passar

Infinito que deseja a morte do amor
Só consegui matar
A minha dor

Sentimentos ignorados voam por mim
Não vejo mais as nuvens,
e sim o céu sem fim

Chuva, chuva não não pode pode parar
Não me desespere, deixe a dor passar
Veja o tamanho da lua de marfim
As nuvens vem e vão
O céu sem fim

Chuva, chuva que desejo tanto
Chuva, chuva que meu encanto
Chuva, chuva caia caia bem devagar
Para podermos ver
A dor passar

A luz branca da dama da noite brilhou
Não me deixou em paz
Até que me deixou

Tenho meus desejos tanto quanto você
Não gostaria de não
Poder mais te ver

Chuva, chuva que desejo tanto
Chuva, chuva que meu encanto
Chuva, chuva caia caia bem devagar
Para podermos ver
A dor passar

Repito minha vida não vejo maldade
Só vejo meu requinte
De liberdade

Mexem-se as estrelas neste céu de furor
Nuvens estrelas juntas
Sem um temor

Chuva, chuva não não pode pode parar
Não me desespere, deixe a dor passar
Veja o tamanho da lua de marfim
As nuvens vem e vão
O céu sem fim

Vou me embora agora espere você chegou
Você matou minha morte
Me deixou no amor

Chuva, chuva morte vida sentimento
Não posso mais sumir
Esta é a hora

Chuva chuva vai-se vai se embora
Que eu vou, mas me perder jamais
Como você desejou.