Minha Dor__ Maya

O que realmente é isso?

Ouço ruídos quase ensurdecedores

As artérias da minha cabeça estão latejando, latejando...

Meu sangue é bombeado velozmente

A visão fica embaçada

Minhas mãos perdem seu tato, sua força

Não consigo ficar em pé.

Com o corpo deitado, minha dor é amenizada.

A fraqueza continua.

Esse é meu sofrimento.

Minha saída.

Fecho os olhos e a dor somem instantaneamente.

Parece meu sono comum de todos os dias...

Vejo eu mesma deitada...

Todos me olham, tentam me acordar...

Tudo em vão!

Sigo a luz em uma porta e sorrio pela minha dor ter sumido.

Para sempre!

Inara Angélica_ Maya