"Quando o homem aprender a respeitar até o menor ser da Criação, ninguém precisará ensiná-lo a amar o seu semelhante" - Albert Schweitzer


Para Jo Borges

Raptores

Pat Kovacs, 2010.


Prólogo:

A biosfera tem sido atingida por envenenamentos das águas, ar e solo desde a Revolução Industrial, quando o homem decidiu que não deveria mais viver de forma fácil e simples, criando e cultivando para si próprio em suas futuras gerações o Inferno na Terra, condenando toda uma cadeia de existência ao desaparecimento perpétuo.

A Terra é uma unidade em que a divisão territorial está apenas na cabeça do homem. De acordo com a lei do "efeito borboleta", um bater de asas da borboleta que esteja na América provocará um ciclone na China. O mesmo se dá com a destruição em massa de ecossistemas. Um rio que aqui é envenenado acabará por matar o maior dos peixes no fundo do oceano. Não há como escapar da Lei da Ação e Reação 4. Não é possível que se detonem bombas nucleares em um país e que a energia não se irradiará para os outros.

Portanto, mesmo distante do extermínio, um biogeocenose virá sofrer os mesmos reflexos de forma lenta e gradual, mesmo que esteja distante meio mundo. A Terra inteira perece. O impacto é mundial.


1 Biosfera = Conjunto de todos os ecossistemas da Terra; biociclo, ecosfera. (Fonte: Dic. Eletr. Aurélio).

2 Revolução Industrial = Mudança ocorrida na indústria, a partir do séc. XIX, quando os meios de produção, até então dispersos, e baseados na cooperação individual, passaram a se concentrar em grandes fábricas ocasionando profundas transformações sociais e econômicas. (Fonte: Dic. Eletr. Aurélio).

3 Ecossistemas = Conjunto dos relacionamentos mútuos entre determinado meio ambiente e a flora, a fauna e os microrganismos que nele habitam, e que incluem os fatores de equilíbrio geológico, atmosférico, meteorológico e biológico. (Fonte: Dic. Eletr. Aurélio)

4 Lei de Ação e Reação = Tudo que vai, volta. Toda ação recebe uma reação, indiscutivelmente.

5 Biogeocenose = Ecossistema.


N/A: Raptores está sob registro da Biblioteca Nacional. Foi publicado primeiramente na antologia "Beijos & Sombras", da Amor & Livros Digital, em fevereiro de 2010, e, de forma mais condensada, está concorrendo à seleção para uma das antologias promovidas pela Editora Tarja.

Inicialmente, era para ser apenas um conto, mas tornou-se uma historieta e, um pouco mais à frente, virou uma das séries do projeto Encantados. Raptores é o primeiro "episódio" da série Raptores, que já conta com o segundo concluído e que concorreu ao Prêmio Leya 2010 - Raptores 2, Príncipe Encantado. O terceiro episódio e, até então, o último da série, está em fase de rascunho, com as primeiras páginas já prontas.

É a minha intenção publicar toda a série aqui no Fiction Press, tal qual as demais séries do projeto Encantados, mas, por ora, apenas deixarei disponível os dois primeiros capítulos, até que saia o resultado da seleção da Tarja. Caso não seja selecionado, Raptores, então, virá inteiro para cá e, dependendo da minha disposição, poderá ir para o Clube de Autores, a gráfica virtual que possibilita qualquer tralha virar livro de carne e osso, ou melhor, de papel e tinta. Daí, quem gostar muito da noveleta, poderá adquirir o livro. Maaas, se você gostar muuuuito mesmo e não quiser esperar para quando o pessoal da Tarja tiver boa vontade suficiente para revelar o resultado da seleção, poderá adquirir um exemplar da antologia Beijos & Sombras, em que Raptores está publicada na íntegra, inclusive com as cenas "hot"... Para saber como adquirir, veja o link em meu profile.