Caminhos da Vida_ Maya Amamiya

Capitulo 1: You're Lost Little Girl

Ele olhava para tela do notebook, procurando a introdução de seu novo texto. Costumava escrever quando algo inesperado acontecia em sua vida tão pacata e ao mesmo tempo movimentada. Ser professor de Filosofia numa das maiores faculdades de Londres era fabuloso. Principalmente quando se era alvo de meninas jovens que não mediam esforços em tê-lo como amante ou apenas para se conseguir notas no semestre.

Mas durante esse percurso, uma pessoa lhe despertou. A garota de olhar misterioso e com jeito de ser confusa. As notas dela eram impressionantes. Seus trabalhos eram completos de informações necessárias do que foi pedido. Seus projetos, culturais e científicos, eram dignos de nota. Nunca uma aluna alcançou status de gênio de forma tão sutil como Amy Stevens. No entanto, o talento dela foi apenas um dos fatores importantes.

Dona de uma beleza simples com toques de mulher fatal, a jovem de dezoito anos foi a única que nunca conversou com ele que não fosse sobre sua matéria ou quem sabe, uma orientação num trabalho e outras conversas. Admitia: ela era encantadora.

Por alguma razão ela desapareceu por longas cinco semanas. Procurou saber o que poderia ter acontecido com a brilhante garota. Por ela morar sozinha num apartamento, conclui que ela tivesse partido para casa de seu pai, um marinheiro aposentado que mora em Brighton ou ido para Liverpool cuidar da mãe doente, portadora de câncer no cérebro. Nenhum dos dois lugares ela se encontrava. Nem o diretor Petterson soube onde se encontrava Amy... Até ela aparecer numa noite de outubro, com sua mochila e uniforme.

Ela não explicou sobre seu desaparecimento. Simplesmente caiu na cama e adormeceu. Tocou-lhe a testa. Era febre. James cuidou dela como um verdadeiro médico. Depois ajudou a menina a tomar banho, pois, devido ao excessivo cansaço que sentia, mal conseguia se mantiver em pé e nem com os olhos abertos. Após o banho, deu a ela uma camisola seminova, que pertencia a sua falecida esposa.

Amy finalmente dorme na cama de casal de James, que por sua vez, ficou sentado no lado dela, contemplando sua aluna que apareceu do nada em sua casa. Mil perguntas lhe pipocavam a mente sobre o motivo do sumiço. Quando se preparava para dormir na cama, ela começou a falar.

- Eles me odeiam. Invadiram minha casa e me humilharam...

Curioso, James perguntou.

- Assaltantes?

- Meus colegas de classe... Não quero voltar lá, não quero, não quero...

Mesmo com aquela surpreendente resposta, James ficou calado, mas abraçou Amy, consolando-a de todo mal que sofrera. Uma aluna tão inteligente, sendo alvo de bullying. Não iria permitir que aquele tipo de pratica continuasse na faculdade e outros como ela, acabassem humilhados de todas as formas.

Antes de adormecer junto com ela, mentalmente lembrou-se de uma música que não ouvia desde seus vinte anos.

You're lost little girl

You're lost little girl

You're lost

Tell me who

Are you?

(Você está perdida, garotinha

Você está perdida, garotinha

Você está perdida

Me diga quem é você?

Quem é você)

Despertado de suas lembranças, James começou a digitar tudo o que veio a sua mente. A lembrança de Amy, seus sentimentos, suas angústias e seu medo de perdê-la para sempre. Até mesmo a época em que a menina desapareceu por causa do bullying sofrido nas mãos dos seus infames colegas e depois passou a morar em sua casa por pouco tempo será relatado nos seus parágrafos. A única pergunta que povoa sua mente era o paradeiro de Amy. Só tinha certeza de uma coisa: quando descobrir a resposta, ele iria trazê-la de volta em sua vida...

Continua...