Raios de Luz

Capítulo 1: Descendo á Escuridão

"Akemi, Akemi, por favor, pare com isso..." Perguntou um garoto.

Ele tinha 16 anos, seus cabelos eram longos e lisos de cor preta e brilhante, chegando á altura de suas costas. Seu rosto era pálido, chegando a ser quase tão branco como neve, porém ainda dava para se notar uma coloração normal. Seus olhos eram vermelhos como rubis, brilhando no escurecer da noite, o fazendo parecer um belo vampiro. Ele estava com uma aparência gótica, vestido de um moletom com capuz simples, uma camisa preta por baixo. Sua calça era da mesma cor que sua jaqueta, assim como seus tênis de corrida. Era difícil ver-lhe na escuridão da noite, era como se ele fosse um fantasma.

"Você está, ou não está comigo Mamoru?" Akemi, a garota que estava com o garoto, chamado de Mamoru perguntou a ele.

Akemi também tinha 16 anos, seus cabelos eram de um belo roxo escuro natural liso, ele era meio longo, chegando ao fim de seu pescoço. Sua pele era quase tão pálida quanto à do Mamoru, devido ao fato que ambos passam muito tempo sem pegar sol, preferindo se movimentar a noite. Ela tinha os olhos de um belo violeta ametista. Akemi estava vestida com uma camisa de cor preta com uma borboleta violeta desenhada na frente e mangas muito longas, chegando a cobrir suas mãos. As mangas eram listradas entre roxo e preto. Ela estava usando uma saia pequena que chegava a metade de suas coxas. Ela tinha meias azuis-escuros que chegava até seu joelho e sapatos pretos.

"Eu sempre estarei com você não importa o que aconteça Akemi... Você é minha melhor amiga... Mas... Isso pode ser perigoso... Eu não quero que se machuque!" Mamoru exclamou com preocupação a sua amiga.

Eles estavam andando em um cemitério. Eram 23:45, quase meia noite. Como os pais deles haviam permitido a saída deles? Simples, eles estavam viajando a trabalho, e só voltariam daqui a dois meses. Eles haviam permitido que os dois morassem juntos para não se sentirem sozinhos... Com a condição que eles não virassem avós ao voltar... Isso tinha feito os dois ficarem da cor de tomates. Apesar disso, estão ambos vivendo na mesma casa. Alternando entre a casa da família da Akemi e da família de Mamoru.

"Eu, nós vamos ficar bem Mamoru! Se fizermos isso... Poderemos ser felizes... Nossa vida será melhor..." Ela respondeu ao seu amigo, segurando gentilmente sua mão. Um livro negro em sua outra mão.

"Se for para lhe proteger... Então eu vou para a escuridão com você Akemi... Me perdoe pelo o que eu vou fazer..." Ele pensou com determinação, enquanto os dois paravam em um canto escuro e que dificilmente se podia enxergar do cemitério.

"Aqui deve ser um bom local... Que horas são agora Mamoru?" A garota de cabelos roxos pergunta ao seu amigo de cabelos negros.

"Faltam 5 minutos para a meia-noite... Acho que devemos começar agora..." Ele fala a ela, seu coração batendo rápido.

Akemi pega o livro de capa negra que estava em suas mãos, o abre em uma página que mostrava um pentagrama que cobria duas páginas, ele parecia ser diabólico, no meio desse pentagrama tinha duas asas negras.

"Eu cuido de recriar o pentagrama Akemi, você usa o pó que misturamos para criar um círculo ao redor. Tenha cuidado, ele precisa ser um circulo perfeito..." Mamoru explica a sua amiga, pegando pedaços de gravetos que ele levou com ele.

O pó era uma mistura de vários ingredientes mencionados no livro, segundo o livro, se o ritual fosse feito com sucesso, o círculo pegaria fogo, a cruz posta em cima do livro dissolveria em fumaça, e um demônio poderoso apareceria para conceder-lhes poderes, felicidades, desejos...

Os pais deles quase sempre estavam em viagem por causa de trabalho, eles sofriam bully na escola por causa do jeito deles, e inclusive eram discriminados no mundo fora da escola, Mamoru especialmente, por causa de seus olhos vermelhos.

A discriminação chegava a certo ponto que eles às vezes eram agredidos fisicamente. Tinha dias que os dois ficavam em casa só para não ter que sair, outras vezes choravam por causa disso.

Eles, um dia, acharam esse livro em uma casa abandonada, em uma de muitas das jornadas noturnas que costumavam fazer.

Eles logo perceberam que se tratava de um livro demoníaco, que detalhava rituais e pactos, com diversos efeitos. Um deles porém, se dizia ser o mais poderoso daquele livro. Um no qual o poderia dar a eles o que eles quisessem...

Akemi logo se interessou em executar esse ritual, Mamoru foi contra a ideia várias vezes, mas acabou cedendo, não querendo que sua melhor amiga ficasse sozinha nisso.

Eles acabaram de montar o pentagrama, colocando o livro aberto no meio do pentagrama que fizeram, enfim, ambos colocaram uma cruz em cada uma das páginas abertas do livro.

"Me perdoe... Isso é para proteger Akemi... Para a escuridão, a ela eu seguirei..." Mamoru pensou a si mesmo, um pouco de arrependimento em seus pensamentos.

Enfim, quando ambos enfim puseram as cruzes no livro. Ambos se afastaram do pentagrama, e levantaram ambas as mãos, eles começaram a cantar um feitiço que haviam ensaiado antes.

O círculo que rodeava o pentagrama começou a pegar fogo, as cruzes começavam a dissolver em uma fumaça dourada. Enfim, as cruzes foram destruídas, e o fogo aumentou de tamanho.

Enfim, uma figura se formou a partir do fogo. Ele tinha asas demoníacas, seu rosto era aparentemente humano, porém, por causa do fogo, era difícil dizer. Seu cabelo chegava ao seu pescoço. Só se podia ver a parte superior de seu corpo.

A figura olhou para os dois adolescentes, que o olhava com surpresa, choque e um pouco de medo.

Enfim, a figura falou, sua voz ecoava no local.

"Mortais... Vocês aqui me invocaram... Eu me chamo Adamantes, um dos demônios mais poderosos do inferno... Me digam, por que jogaram seus lugares ao lado da luz fora para poder me invocar? Eu poderei dar a vocês o que vocês quiserem..." Adamantes explicou para as duas crianças, sua voz uma de tédio.

"Nós... Nós queremos felicidade... Queremos que nosso sofrimento pare! Queremos uma vida digna... Queremos poder... Poder para mudar isso..." Akemi suplicou a entidade, depois de seu choque inicial ter passado.

"Vocês são os primeiros humanos a encontrar esse livro em 1000 anos... Se vocês aceitarem esse contrato, suas posições na luz serão perdidas... Vocês estarão livre para fazer o que bem intenderem na vida... Eu irei aparecer de vez em quando para lhe pedir favores... Vocês não estarão comprometidos a cumpri-los... Porém, seus poderes aumentarão a cada favor que completarem... Se vocês quiserem, um dia poderão se tornar lordes no reino das trevas..." Adamantes explicou mais uma vez, dessa vez, sua voz estava um pouco mais excitada.

"O que devemos... Fazer... Para... Completar o contrato?" Mamoru perguntou, um pouco hesitante.

"Simples... Usem essas facas, e as derrame em seu sangue... Vocês irão morrer, e então renascer como demônios de nível menor. Vocês continuaram com suas formas humanas, porém terão benefícios que humanos não tem... Vocês irão ganhar asas cinzas, e poderes sobrenaturais. Irá ser difícil para vocês serem mortos por mortais... Seu tempo de vida irá dobrar... Simplesmente passem essas facas em seus pulsos, não se preocupem, elas não irão causar nenhuma dor... Será uma experiência de morte, vocês irão perder a consciência e acordar no dia seguinte...Se alguém vos encontrar no dia seguinte, pensarão que foi tentativa de suicídio... Huhuhu..." A figura demoníaca explicava enquanto ria malevolentemente. Duas facas douradas e pretas voaram para os adolescentes, que as pegaram.

Mamoru olhou para Akemi.

"Você realmente quer isso Akemi? Tem certeza que não quer reconsiderar? " Ele já sabia a resposta, mas valia a pena tentar...

"Sim Mamoru... A luz não nos ajudou quando precisávamos... Se quiser continuar nela, eu ainda ficarei com você..." Ela responde a ele com sinceridade. Mamoru balança a cabeça negativamente.

"Não... Já é tarde demais para voltar... Eu vou ficar com você para sempre Akemi..." Ele falou com determinação, enquanto passava a faca em seu pulso, banhando a faca em seu sangue.

"Obrigado Mamoru... E... Desculpe..." Ela falou a ele, se sentindo culpada por um momento por ter levado a isso. Ela também passa a faca em seu pulso, banhando sua faca em seu sangue.

Eles não sentiram dor alguma fazendo isso, era estranho, porém, eles estavam começando a se sentir zonzos. Mamoru caminhou para perto de Akemi, e a abraçou.

Akemi o abraçou de volta. Suas feridas jorrando sangue nas costas um do outro. Eles enfim não aguentavam mais ficar em pé, e lentamente caíram de joelhos. Suas facas ficaram jogadas em uma poça de sangue que se formava. Misturando o sangue dos dois.

Akemi caiu para trás, Mamoru a seguindo... Eles estavam perdendo a consciência, estavam se sentindo com frio, porém, o calor do companheiro diminuía essa sensação.

"Se isso for uma armadilha... E... Caso não... Acordemos... Eu quero... Fazer... Algo..." Mamoru pensou com fraqueza, ele usou suas forças para mexer seu rosto para perto do de Akemi.

Eles estavam começando a perder a visão, o local ficando mais escuro ainda. Mamoru beijou os lábios de Akemi, ela pareceu se sentir momentaneamente em choque, porém sorriu. Ela perdeu a consciência logo depois, fechando seus olhos com um sorriso.

Mamoru deixou seu rosto cair no pescoço dela, e também fechou os olhos, uma sensação de sono enorme o tomando...

Eles haviam morrido...

E o demônio estava rindo malevolentemente. Isso era perfeito... A mil anos atrás ele havia sido selado, porém, com a ajuda desses dois...

Sua risada foi tão alta e tão diabólica, que as casas que ficavam por perto do cemitério tremeram, as pessoas que viviam nela acordando abruptamente por causa de pesadelos.

Adamantes recolheu as facas douradas, banhadas no sangue misturado dos dois, certamente, uma mistura de sangue não afetaria seus planos... Ele cobriu os dois com suas chamas, que se tornavam negras. O pentagrama sumiu misteriosamente, assim como o livro negro. Adamantes voltou para o reino das trevas...

A noite era sinistra, ninguém se atreveu a entrar no cemitério naquela noite... Apenas as duas pobres almas, conhecidas como Akemi e Mamoru...

Eles estão ignorantes do que está acontecendo com seus corpos, eles estão lentamente caindo na escuridão...

Capítulo 1:Fim