Sete

Dizem que Nana gostava de pintar o sete,
que ela pintou notas,
e que cansada pintou virtudes,
enjoou, pintou pecados.
Nana pulou do sétimo andar, foi acidente ela jura.
Só quis tocar um arco-íris,
Não sabia que cores eram transparentes ao toque.